20 julho, 2014

A Rosa do Deserto


A Rosa-do-deserto (Adenium obesum)  é uma flor de beleza exótica, originária do sul da África e não se parece nem um pouco com as rosas que conhecemos.


É uma planta que gosta de clima quente, seco e muito sol (aqui ela está no lugar certo!) e floresce o ano todo. Estamos no inverno e ela está caprichando na florada...


Como é resistente a seca, seu caule é dilatado e com formas retorcidas nas bases, sua folhagem de um verde intenso brilham destacando o lindo colorido das flores.


Foto retirada da Net,  a Rosa-do-deserto em seu ambiente natural. O lugar parece ser um deserto com o solo arenoso e rochoso.


Outra foto da Net, que mais parece em um outro planeta de tal conjunto de árvores tão estranho!
 Esta fantástica planta possui o caule em forma de barriga volumosa que permite a espécie acumular água e nutrientes, um recurso que aumenta a sua sobrevivência em locais áridos.                                                                    


Como é muito resistente e de fácil cultivo também é muito apreciada pelo amantes do Bonsai, moldam seus caules transformando-os em incríveis esculturas. Achei um site e fiquei impressionada!
Vou continuar minha coleção comprando sementes pela Net, além de ser uma experiência formidável ver a germinação, terei uma planta que tem todas as qualidades para enfrentar o nosso verão!

Visite a página e encante-se com as mais lindas flores!


04 julho, 2014

Céu pedrento, chuva ou vento...



Como observar é preciso e se precaver é melhor ainda, é bom estar atenta as mudanças do tempo...
Geralmente procuro adubar nestas épocas pois a chuvinha é sempre bem vinda para as plantas, estas recebem melhor o adubo. Desta vez vou alimentá-las com torta de algodão...



Esta linda e interessante rosa, que ainda não sei o nome, faz uma graça... Ela simplesmente muda de cor! 




De manhã cedinho elas nascem todas amarelinhas reverenciando o nosso astro-rei: o Sol.



Já a tardinha, cansadas de exibir tanta beleza, vão mudando gradativamente sua coloração, como por encanto se transformando rosadas... Pura magia da natureza!






Visite outros lugares e conheça outros céus maravilhosos!
Clique aqui e grata pela visita!

27 junho, 2014

Mirando o Céu



Você já olhou para o céu hoje? Não? Então perca um tempinho, vá lá fora e faça aquele exercício gostoso de olhar para cima e admirar o nosso teto infinito... Para quem pode desfrutar desta riqueza e passar alguns minutos do dia só contemplando o azul celestial, as nuvens formando figuras de formas arredondadas, pássaros e tudo mais que passa por lá... É uma forma de constatar a grandeza do que nos cerca e sentir o tamanho que realmente nós somos...



 Esta plantinha que está subindo, escalando o meu telhadinho (um cantinho fechado para as mais sensíveis) é a trepadeira Lágrima-de-cristo (Clerodendrum thomsonae), além de ser muito ornamental irá no verão fazer uma sombrinha a mais neste cantinho. Assim espero...



Aqui, outras que me dão motivos para olhar para cima:


Esta majestade é a rosa Queen Elizabeth (Grandiflora rosa) sempre florida. É tudo de bom, cresce muito e não tem espinhos. Adora os dias ensolarados!


Minha sombrinha permanente é a Mussaenda ( Mussaenda alicia), tenho três pequenas árvores, são as únicas plantadas no chão, refrescam e protegem as suas amigas no chão. Para o nosso clima elas são a salvação!


Também graças  a Caliandra vermelha (Calliandra brevipes benth) faço o exercício de olhar para cima e esticar o pescoço para admirar suas flores, ela também é conhecida como Esponjinha pois parece um pompom. Gosta de florescer nesta época do ano quando o clima é mais ameno.

Faça como eu, inclua  na sua lista de manias o ato de olhar para o céu, vale a pena e desfrute também do espetáculo fantástico do céu noturno. Boas miragens!

21 junho, 2014

Conheça o meu Jorge Tadeu...



Muitas das plantas que tenho foram presentes de amigos e de pessoas queridas... Assim batizo algumas com seus nomes, e por aqui farei algumas homenagens...


Este é o meu Antúrio-nobre ( Anthurium ornatum) mais conhecido como Jorge Tadeu. Pertence a família das aráceas, sua folhas são grandes e em formato de coração, são brilhantes e muito ornamentais. É uma planta de clima tropical, quer dizer que sobrevive ao nosso verão escaldante...


 Jorge Tadeu reina no meu jardim já uns dez anos, formoso e esquio já está medindo a minha altura...
Um dia meu compadre Valdeque, muito brincalhão, me apareceu com uma singela mudinha, e já veio falando das virtudes deste belo antúrio... Uma alusão ao personagem da novela Pedra sobre Pedra.


Esta novela a Rede Globo transmitiu há mais de vinte anos. Quem era da época, acredito também não esqueceu do fotógrafo envolvente e amante de muitas mulheres. Após a morte de Jorge ( Fábio Júnior), nasceu sobre o túmulo um pé de antúrio com flores brancas. As mulheres, amantes, comiam a flor e recebiam a visita do amante falecido.


A flor do antúrio na verdade, é bem pequena... A parte colorida e exótica, que normalmente achamos que é a flor, na verdade é uma inflorescência, ou seja, o conjunto formado pela espádice ( espiga onde brotam as minúsculas flores) e a espata ( bractéa colorida, ou folha modificada). As verdadeiras flores do antúrio são os pontinhos amarelos que brotam na espiga. Aqui o meu Jorge exagerou na floração!




Nesta foto de 1979 meu saudoso compadre Valdeque ( da direita para a esquerda), seu tio Rubens ( meu querido sogro) e seu cunhado Márcio formavam um trio animado, cantarolando e  contando histórias engraçadas... Saudades...

15 junho, 2014


Como o tempo voa... Por mais que eu corra, vivo atropelando tudo o que faço... Já estava muito chateada em não dar continuidade ao meu querido Jardim. Também fiquei arrasada depois do último verão, perdi muitas plantas e até o meu amigo Rex se foi...
Mas como a gente aprende com a mãe-natureza que "Renovar é preciso" e a vida não pára... Vou procurar fazer o melhor possível e o que estiver ao meu alcance para continuar a fazer parte deste mundo maravilhoso.


Estou tomando alguns cuidados para que as plantas sintam menos impacto com o calor, porque mesmo no outono as temperaturas são altas, e aqui no Rio de Janeiro no inverno ainda me aparece o tal do veranito (quase não temos frio, só períodos de frente-fria). Agora, só vou cultivar plantas resistentes ao nosso clima, não tem outro jeito...


Depois de quase torradas e desidratadas elas dão mostras de uma boa recuperação... Elas tem o meu lema "não desistem nunca"! Cada brotinho, pedacinho de raiz ou uma pequena haste que surge, é uma felicidade só! Viva o verde e a vida!!!!


Outra estratégia foi colocar vasos suspensos (a maioria são de samambaias) sobre as plantas mais sensíveis e no chão, bromélias para aumentar a umidade do ambiente, aí fica aquele clima de floresta que elas adoram.

Tenho usado fertilizantes com maior frequência, só que coloco menos a quantidade indicada... As orquídeas pulverizo diariamente com um adubo foliar à noite... Até a Terezinha (minha chorona)  já está rindo a toa!


A todos uma feliz e florida semana!

24 fevereiro, 2013

Será que vai chover?


É a pergunta que faço todos os dias, procurando no céu uma resposta para tanto calor e secura aqui no Rio de Janeiro... Já tem duas semanas que faz entre 36º e 41º graus.


A cada verão parece que fica mais intenso este calor!!!
Minhas plantinhas sofrem mas são valentes ainda se esforçam mostrando a sua graça e beleza. 


Procurei agrupar as mais sensíveis debaixo de um telhadinho que fiz para as orquídeas, um lugar bem sombreado e fresquinho...


A aparência não é tão boa, ficam todas muito próximas umas das outras, mas assim que terminar o verão vou reorganizar seus espaços.


Comei a adubar as orquídeas para fortalecer suas raízes e folhas, por enquanto nada de floração, não podemos exigir tanto esforço neste clima.


As regas têm sido com maior frequência, duas vezes por dia sem encharcar, pois o calor e a sensação térmica evaporam rapidamente qualquer umidade. 


Ainda espalho barracas e sombrinhas por todos os cantos... Nas horas em que o sol está a pino dá uma peninha vê-las murcharem, as folhas queimam e caem como se fossem papel queimado...


Só nos basta aceitar  e ir contornando da melhor forma possível esta situação e pedir a Deus que este calor passe logo e que tenhamos um outono mais ameno, verde e cheio de vida.


Deixo vocês com esta imagem desta linda rosa e desejo a todos uma ótima semana!


07 novembro, 2012

Exposição de Orquídeas


Passeio imperdível  de todos os anos  é  visitar a maravilhosa Exposição de Orquídeas
no Jardim Botânico
 com suas lindas e extraordinárias flores!


É verdadeiro show de magníficas espécies que encanta a todos!


Como a natureza consegue ser tão criativa e generosa... 


Aqui ficamos embalados neste mar de sensações... 


Ficamos admirando as diferentes formas...


Envoltos em seus perfumes...


Sorrimos também com suas expressões....


Energizados com suas cores...


Enfim, viajamos como estivéssemos em um sonho!


E aqui estamos nós, eu e minhas amigas e professoras de artesanato.


A felicidade da minha amiga Jacira no mural das Vandas


Além do prazer de estarmos juntas passeando, eu, D. Nina, Jacira e D. Francisca 
nos divertimos muito e levamos registradas em nossas mentes todas estas boas sensações.


O Jardim Botânico é um verdadeiro santuário ecológico possui raras espécies e coleções diversas.  



Aproveitamos para comprar na feirinha  mudas, adubos,  vasinhos...
E não resisti aos encantos deste Paphiopedilum e levei-o para o meu jardim.
Será mais uma alegria e a lembrança deste dia inesquecível!

Pesquisar neste blog

Carregando...