08 abril, 2010

Rio de lágrimas...


Já chove há três dias, é o maior temporal em 44 anos. Já deixa 2 mil desabrigados e as mortes já passam de 140. O Rio chora as suas vítimas, estamos de luto...

Muitos deslizamentos, casas desabaram... Pediram que os moradores evitem deslocamentos desnecessários, salvo em áreas de risco. As escolas estão fechadas, muitas delas funcionaram como abrigos.

A meteologia previu o temporal, mas a quantidade de chuva surpreendeu, choveu duas vezes e meia o esperado para todo o mês de abril.
A chuva foi provocada pelo encontro de duas fortes frentes frias que chegaram ao Rio com menos de 24h de diferença. Pedimos à Deus que esta tragédia passe logo, e que o nosso povo, mais uma vez, refaça a sua vida...

4 comentários:

Ignoto Jardim disse...

Maria Zélia, vc nao imagina como somos parecidas; tb me chamo Maria, tb sou professora, e essa sua foto está muito parecida comigo, tenho esse jeito de sorrir assim, desse jeitinho! quem sabe fomos irmãs em outra dimensão.
Estou prestes a me aposentar, mas com muito medo de ficar em casa, então fico fazendo planos mirabolantes de voltar a trabalhar, mas é apenas medo, medo da solidao, ou medo de ficar a sós comigo mesma. No trabalho tenho amigos, vejo gente, converso, fico por dentro das novidades, mas tb nao posso viajar quando quero, nao posso fazer cursos que desejo, sei lá, vc me fez ver a aposentadoria nao como o fim, mas como o início de uma nova etapa.
obrigada por me deixar ser sua amiga!
um grande e afetuosos abraço!

Cris Tarcia disse...

Zelia, adoro flores, aqui no meu terraço tenho tb varios vaso , figo e pitanga, adoro. Realmente o que aconteceu no Rio é triste

Beijos

Mª Zélia disse...

Maria das Neves, é bom saber que neste universo em que vivemos , há pessoas com os mesmos sonhos e desafios. Quando me aposentei, não foi por opção, mas por necessidade... Eu estava no limite... Também tive aqueles pensamentos mórbidos, mas resolvi, se tenho pouco tempo, então vou aproveitá-lo ao máximo! E é o que faço até hoje(já se passaram quatro anos), não precisamos ir longe para encontrar a felicidade, ela está no nosso dia-a-dia é só vc querer apreciá-la.
Um beijo no seu coração!

Mª Zélia disse...

Cris querida, também amo de paixão flores, folhas e tudo que é verde. Só cuidando das minhas amadas é que a dor e a tristeza amenizam...
Um forte abraço!

Pesquisar neste blog